Podcast CMBR 12.06 “Elliott’s Pond”

12-06

Um ciclo se encerra e outro se inicia. Finalmente sabemos o que aconteceu com Hotch, em meio a mais um episódio que tinha uma ótima premissa, mas se perdeu em seu próprio roteiro.

Baixe, ouça e deixe sua opinião: http://bit.ly/2lwEhTs

Podcast CMBR 12.00 Pré-estreia 12ª Temporada

00

ESTAMOS DE VOLTAAAAAAAAAA!

Nos EUA, a 12ª temporada já começou, mas antes do episódio de estreia, Dayana, Debora e eu nos reunimos para falar sobre as expectativas para os próximos 22 episódios.

Baixa e se ligae, galera: http://bit.ly/2eyY9An

Podcast CMBR 11.19 (Tribute)

11.19

O que poderia ser melhor para não sentirmos falta do Baby Boy do que ter a presença da nossa querida Emily?
A nossa agente favorita voltou com o caso intrigante de um imitador que viaja o mundo copiando casos famosos de assassinos em série.

Baixe (http://bit.ly/1sslTKN) e acompanhe as reflexões de Debora, Caio e eu sobre o Tributo a Prentiss e a nossa equipe favorita de profilers!

CBS e Criminal Minds: passado e futuro das alterações no elenco

A rede CBS tem enfrentado críticas sobre o tratamento dado aos membros do elenco feminino de Criminal Minds. Em 2010, a série teve apenas uma estrela feminina em tempo integral (Kirsten Vangsness), após corte de A.J. Cook e redução dos episódios de Paget Brewster. Graças aos fãs que falaram em nome das atrizes em campanha pela internet, a CBS trouxe ambas de volta. Embora Brewster tenha voltado, optou por deixar a série ao final da 7ª temporada, com o término de seu contrato.

Elle Greenaway, interpretada por Lola Glaudini até a 2ª Temporada.

Lola Glaudini, intérprete de Elle Greenaway até a 2ª Temporada.

Jason Gideon, interpretado por Mandy Patinkin, que deixou Criminal Minds de maneira conturbada.

Mandy Patinkin, intérprete de Jason Gideon, que deixou Criminal Minds de maneira conturbada.

Os fãs têm lidado com mudanças no elenco do show desde sua 2ª temporada, com a saída de Lola Glaudini, intérprete de Elle Greenaway, que foi substituída por Paget Brewster. Na época da saída de Lola, foi noticiado que a decisão foi mútua e que seria também uma estratégia para renovar a série do ponto de vista dos roteiros, introduzindo um agente desconhecido que poderia gerar histórias diferenciadas e reavivar o show. Lola saiu amigavelmente, mas Elle teve um final mais agitado, considerando as transformações que sofreu após ser vítima (inclusive foi baleada no peito) de um “unsub” e se envolver demais com um outro caso posterior, vindo a matar o suspeito, mas nunca entretanto, admitiu sua culpa.

Na temporada seguinte, Mandy Patinkin, que deu vida a Jason Gideon, deixou Criminal Minds de maneira conturbada. Suas afirmações à imprensa após a saída foram um tanto indelicadas, e chegou a definir Criminal Minds como “Meu maior erro público que já cometi”, segundo suas próprias palavras. Também disse na época: “Eu pensei que era algo muito diferente. Nunca pensei que eles iam matar e estuprar todas estas mulheres todas as noites, todo dia, semana após semana, ano após ano. Foi muito destrutivo para a minha alma e minha personalidade. Estou preocupado com o efeito que isso tem. Audiências em todo o mundo usam esta programação como sua historia de ninar. Isso não é o que você precisa para sonhar.” Agora Patinkin interpreta Saul Berenson, supervisor e mentor de Carrie Mathison, personagem de Claire Danes’, em “Homeland”. Ambos trabalham na CIA e a história gira em torno da investigação de um soldado americano que foi um prisioneiro de guerra da Al-Qaeda, se converteu ao islamismo e, após um tempo, passou a representar um significativo risco à segurança nacional dos E.U.A., ao tornar-se um terrorista procurado e apoiar o lado inimigo. Então…a meu ver isso deve ser bem mais leve como inspiração ao nosso descanso noturno (Pausa sarcástica…).

Jennifer Jareau, interpretada por A. J. Cook.

Jennifer Jareau, interpretada por A. J. Cook.

Meta Golding, que interpretou Jordan Todd durante a licença maternidade de A.J. Cook em 2008.

Meta Golding, que interpretou Jordan Todd durante a licença maternidade de A.J. Cook em 2008

A primeira saída temporária de A.J. Cook, intérprete de Jennifer Jareau, foi em 2008, devido sua gravidez, e durante a quarta temporada, foi substituída pela atriz Meta Golding, que interpretou Jordan Todd, também no cargo de relações públicas/mídia. Meta assinou um contrato para participar de 8 episódios, até o término da licença maternidade de A.J. Cook.

Ashley Seaver, interpretada por Rachel Nichols.

Ashley Seaver, interpretada por Rachel Nichols.

A saída de A.J. e Paget, em 2010, foi justificada por cortes no orçamento e os grandes encargos em manter a produção e os salários de um elenco tão numeroso, com isso, o contrato de Cook não foi renovado, e o número de episódios com participação de Brewster foi reduzido. Já a saída de Paget Brewster em definitivo foi uma decisão pessoal da atriz em não renovar seu contrato, e ela falou sobre o assunto na mídia: “Eu não estou dizendo nada para denegrir Criminal Minds; é um ótimo show. Eu só não estava apreciando mais. Agradeço a essas pessoas (todos os fãs que fizeram campanha para que ela permanecesse), mas percebi que meu coração não estava mais lá, e eu precisava ir, porque muita gente arrancaria seu próprio braço para estar nesse programa, então, eles deveriam estar.” Quando ela foi forçada a voltar à série após seu primeiro afastamento, Paget afirma que “azedou a experiência” de seu breve retorno. Entretanto, ela afirmou: “Eu não iria subir no meu salto e dizer: ‘ vá em frente, me processe. Não vou voltar. É um lugar horrível. Não sei se eu teria saído se isso não tivesse acontecido, mas foi de partir o coração.” Em nota oficial à imprensa, Brewster declarou: “Depois de seis anos maravilhosos interpretando Emily Prentiss, eu decidi que é hora de seguir em frente. Tanto quanto eu sentirei falta de minha família Criminal Minds, também estou animada sobre as futuras e outras oportunidades.”

Em 2010, a saída de A.J. Cook foi justificada como uma estratégia criativa, e Rachel Nichols foi contratada para compor o elenco feminino, porém participou apenas de 13 episódios como a agente Ashley Seaver. Sua saída, entretanto, foi ainda mais discreta do que a de Jeanne Trippelhorn. Naquele momento da série, a equipe até poderia ter um agente extra, mas o orçamento da emissora não poderia arcar com mais um membro fixo no elenco.

Erin Strauss, interpratada por Jayne Atkinson, que foi morta no final da 8ª Temporada.

Erin Strauss, interpratada por Jayne Atkinson, que foi morta no final da 8ª Temporada.

Infelizmente, tanto Seaver quanto Alex Blake foram personagens pouco explorados nos roteiros de Criminal Minds, o que tornou-se mais evidente para Blake, que compôs a equipe BAU por duas temporadas e pouco foi elucidado sobre sua origem e vida pessoal. A falha mais grave nos roteiros foi a introdução de um passado em comum entre Blake e a Chefe de Seção, Erin Strauss (interpretada por Jayne Atkinson). Na chegada de Alex ficou evidente a participação de Strauss nas dificuldades de Alex em recuperar sua carreira, mas essa história não foi retomada ou ao menos citada novamente, e Erin foi morta ao final da 8ª temporada. O relacionamento entre as duas poderia render bons momentos dramáticos para a série, mas os roteiristas preferiram aprofundar o “unsub” da temporada e tudo foi esquecido, deixando os telespectadores a ver navios.

1533719_345707572233725_1620710021_n

Emily Prentiss, interpretada por Paget Brewster, da 2ª à 7ª Temporadas.

Paget Brewster comentou sobre a entrada de Jeanne na 8ª temporada: “Não vou mentir – tenho inveja de Jeanne Tripplehorn, o que é ridículo, pois eu decidi sair. Quando você ouve, ‘Oh, nós estamos fazendo isto esta semana, e estas são nossas estrelas convidadas, e há um pequeno toque de arrependimento. Mas, finalmente, não me arrependo.” Atualmente, Brewster tem uma carreira bastante agitada, com trabalhos no teatro, cinema e participações em séries. O filme “Welcome to Happiness” tem Paget no elenco, está em fase de produção, e será lançado em 2015. Além disso, ela fez participações especiais em séries como Law & Order SVU, Modern Family e Community. Também fez alguns filmes para a TV e curtas metragens, ou seja, ela está bastante ocupada e feliz em participar de diversos projetos e, voltar ao elenco regular de Criminal Minds, definitivamente, está fora de cogitação. Após as gravações do episódio 200, em que Paget reviveu sua personagem, Emily Prentiss, a Produtora Executiva Erica Messer afirmou que Brewster está aberta a convites, porém, somente para pequenas participações especiais pontuais.

Alex Blake, interpretada por Jeanne Tripplehorn durante a 8ª e a 9ª Temporadas.

Alex Blake, interpretada por Jeanne Tripplehorn durante a 8ª e a 9ª Temporadas.

O que vocês acharam do final da 9ª Temporada de Criminal Minds? Quem vocês gostariam que substituísse Alex Blake? Seria mesmo necessária a inclusão de um novo membro à equipe da BAU? Erica Messer afirmou em sua última entrevista que a saída de Jeanne Trippelhorn foi de comum acordo e planejada, e que após as férias de verão, toda a equipe de produção irá analisar se realmente um(a) novo(a) ator(atriz) será contratado(a) para substituir Jeanne, ou se o show continuará com apenas seis membros.

 

Redação e Edição: Dayana Alves Coelho

Fontes/ Sources: Digital Spy / TV Guide Messer / TV Guide Cook / Deadline/  E! Online / Buddy TV / Paget Brewster Filmography

 

 

O retorno de Paget Brewster no Episódio 200 de Criminal Minds: “Foi Agridoce”

ATENÇÃO: ESTE POST CONTÉM SPOILERS SOBRE O EPISÓDIO 200 DE CRIMINAL MINDS

 

Imagem

Quando a produtora executiva de Criminal Minds, Erica Messer pediu a Paget Brewster para voltar para a série no Episódio 200, só teve uma opção para a atriz.

“Eu disse sim imediatamente – sem dúvida” diz Brewster ao TVGuide.com. “Erica me chamou diretamente antes de falar com qualquer agente ou executivo ou qualquer coisa. Ela só me ligou e disse: ‘Ei, nós queremos que algumas pessoas voltem para o episódio 200. Eu disse: ‘Claro. O que você quiser. Estou dentro. Eu adoraria. ’ Fiquei realmente lisonjeada que eles me chamaram. Não tinha nada pra pensar.”

Não tinha nada pra pensar para Erica também. “Eu sabia que queria Paget de volta para isso”, diz ela. “Ela era uma grande parte da série. Eu sei que os fãs estão muito animados, e o episódio 200 é sobre comemorar os nossos fãs e a nossa família”.

Brewster fará seu retorno muito aguardado no episódio marco (exibido nos EUA no dia 05/02, a AXN não confirmou a data de estreia, mas provavelmente será 17/02) quando Hotch (Thomas Gibson) chama Prentiss (Brewster) em seu escritório da Interpol, sediado em Londres, para ajudar a BAU encontrar JJ (AJ Cook), que está sendo torturada depois de ter sido sequestrada nos segundos finais do episódio anterior. É a primeira aparição de Brewster desde que deixou a série pela segunda vez em 2012 – um ano depois que ela partiu brevemente quando a CBS reduziu suas aparições em episódios e deixou Cook ir antes da recontratação de ambas. “Foi agridoce voltar [desta vez]”, diz Brewster. “Eu sinto falta daqueles caras e foi ótimo vê-los novamente. Nós temos as mesmas piadas com a equipe e o jeito de trabalhar. No momento em que eu cheguei lá, parecia que eu nunca tinha ido embora. E então uma parte de mim é como, ‘Talvez eu não devesse ter ido! ’”.

Muitos fãs ainda se sentem assim – e ainda mais após o episódio 200, onde Prentiss estará em destaque. “Eu pensei que eu estaria em duas ou três cenas e sair com todo mundo”, Brewster brinca. “Eu espero que não seja um exagero”. Aparecendo em flashbacks e no presente, Prentiss dá uma “luz” sobre a missão secreta de JJ com Cruz (Esai Morales), que também foi raptado, enquanto ela estava no Departamento de Estado. Embora JJ tivesse mantido em segredo esses “detalhes” do resto da equipe, ela disse a Prentiss o que realmente estava fazendo em seu, então, novo emprego quando ajudou Prentiss a fingir sua morte durante a “saga Ian Doyle”.

“Há realmente uma grande [Flashback] cena entre Prentiss e JJ, que mostra o que é um grande, forte relacionamento e amizade que elas têm e quão próximas elas são – e que elas mantém segredos uma para outra”, diz Brewster. “Foi muito refletido sobre repetir o que tinha acontecido entre Prentiss e JJ antes, quando JJ voltou para ajudá-la [ajudar Prentiss com Doyle]. Eu gostei muito disso e como tudo foi revelado junto e você descobre o que exatamente aconteceu com a JJ naquela época e o papel da Prentiss nisso tudo”.

Embora as histórias “secretas” de JJ e Prentiss foram reveladas e feitas juntas, como Brewster descreve, “maravilhosamente”, ninguém previu que a história das duas se interligaria. Agora, três anos afastada da série, Brewster olha para isso como uma bênção disfarçada, pois proporcionou a oportunidade de aprofundar ambas as  personagens. “Foi um abalo doloroso “, diz ela . “Eu aprendi muito e estou passando um tempo incrível fazendo o que eu estou fazendo agora [e] AJ também. Ela foi capaz de voltar e dizer: ‘ eu cresci e eu quero que a JJ cresça. Eu quero que ela seja uma profiler. E eles encontraram uma maneira de fazer isso. Todo mundo cresceu e se  adaptou a essa situação. Mesmo quando as coisas perturbadoras acontecem, é como você reage a elas que definem seu personagem e ajuda-o a crescer e ficar mais forte. Tudo acontece por uma razão. Estou indo muito bem agora e eles estão indo muito bem. ”

A série agora é estrelada pela, digamos, substituta de Brewster, Jeanne Tripplehorn como Blake. As duas têm uma curta cena juntas no episódio 200, na qual Brewster está “muito grata”. Não vamos esquecer que a própria Paget também já esteve no lugar de Blake, quando substituiu Lola Glaudini (que fazia o papel de Elle Greenway) na Segunda temporada.

“Eu estava preocupada que eu não conseguiria fazer nada com Blake”, diz ela. “A cena não é apenas Prentiss e Blake; É Paget e Jeanne. Eu sei que às vezes, quando você mexe em um elenco, as pessoas levam um longo tempo para aceitar a nova pessoa. Quando eu entrei, um monte de gente me odiava, odiava a minha personagem. Sei que isso aconteceu um pouco com Jeanne. Paget e Jeanne gostam uma da outra, então eu realmente queria que houvesse uma cena com elas para mostrar que não tem aquela história de ‘Você tomou o meu lugar’. Uma das melhores coisas sobre Criminal Minds é que as mulheres apoiam as mulheres e é realmente como uma família. Você nem sempre consegue isso”.

Como em qualquer família, Brewster é bem-vinda de volta “a qualquer momento “, segundo Messer , mas não espere que seu próximo ponto do convidado a acontecer no futuro imediato. Brewster, acabou de filmar o piloto para a série do Comedy Central “Another Period” com Natasha Leggero e Riki Lindhome – “É basicamente as Kardashians encontrando Downton Abbey” – diz que não quer “perturbar” a série.

“Se eles me pedirem para participar de novo, eu faria isso. Eu não acho que participaria em tempo integral novamente. Tanto quanto eu amo essa série, é muito divertido de fazer outras coisas e fazer comédia e shows ao vivo”, diz ela. “Eu tive um ótimo momento em Criminal Minds. É emocionante ter medo e experimentar coisas novas, e eu estou fazendo isso. Adoraria aparecer aqui e ali, se isso ajuda a sua história, mas também realmente respeito que o núcleo do elenco que está lá todos os dias. É a série deles”.

Sempre que ela voltar, haverá uma pergunta a ser respondida: O que aconteceu com o gato da Prentiss, Sergio?

“Eu acho que Sergio está Londres. Ela o deixou lá quando voltou. Ele provavelmente não tem obtido suas cenas!” Brewster diz com uma risada. “JJ deve ter sedado Sergio, colocou-o em um avião depois da cirurgia que salvou minha vida – talvez Hotch tomou conta de  Sergio por um tempo –  E , em seguida, eles o mandaram para Paris. Eu deveria ter escrito isso.  Nós temos que explicar o que houve com Sergio da próxima vez. Ficou um ‘buraco’ mesmo! ”

Matéria: TVGuide.com

Tradução e revisão: Cla

Foto: Criminal Minds BR no Facebook