Criminal Minds: Beyond Borders promete ação, intrigas e muitas viagens

CMBBcast

Espere muita ação nesta primavera (americana). Criminal Minds: Beyond Borders promete entregar suspense, mas também personagens complexos e relacionáveis.

Beyond Borders, que estreia no dia 16 de março, logo após a exibição do episódio 250 da série-mãe, Criminal Minds; é estrelada por Gary Sinise (CSI: NY), como Jack Garrett, chefe da Unidade de Resposta Internacional (International Response Unit – IRT) do FBI, uma divisão especializada em solucionar crimes cometidos contra cidadãos americanos no exterior; Alana De La Garza (Forever), Daniel Henney (Hawaii Five-0), Tyler James Williams (The Walking Dead) e Annie Funke.

12380249_10207930407490632_1593762824_n

Erica Messer, a produtora executiva de Criminal e também do spinoff Criminal Minds: Beyond Borders.

“Há mais histórias para contar aqui”, explicou a produtora-executiva Erica Messer, que quer diferenciar o novo show de seu originador. “Há um mundão lá fora… [e] 68 milhões de americanos deixam o país todo ano”.

“Eu desafio qualquer um a assistir ao show e não acreditar que estamos viajando”, disse Mark Gordon, um dos criadores do spinoff. “Estou muito feliz com a forma como o show funciona, é lindo”.

Uma forma de assistir aos episódios de Criminal Minds: Beyond Borders como “momentos de ensinamentos” e não deixar os terríveis acontecimentos na tela assustá-lo para nunca mais carimbar seu passaporte novamente.

12804516_10207840737328934_2130005629_n

Mural divulgado pela produção de Criminal Minds: Beyond Borders, que representa, virtualmente, as moedas de alguns dos locais por onde a equipe da Unidade de Resposta Internacional já esteve para investigar um caso.

“Crimes podem acontecer em qualquer lugar, há criminosos em todo lugar”, acrescenta Messer. “[Esta série] pode fazê-lo pensar duas vezes na forma como você viaja, mas com certeza não queremos assustar ninguém de ir a qualquer lugar do mundo, porque há muitos lugares lindos por aí”.

Em vez disso, cada episódio será tipicamente uma escola para o espectador sobre os tipos de perigos em lugares específicos, e os obstáculos que americanos podem encontrar quando não falam a língua. “Culturalmente, vamos mostrar algumas diferenças e desafios que, como um americano no exterior, você pode enfrentar e certamente a nossa equipe de heróis enfrenta enquanto resolve casos no exterior”, completou a showrunner.

12516397_10207930407890642_1055247019_n

Mark Gordon, produtor executivo de Criminal Minds e da série derivada Criminal Minds: Beyond Borders.

Confrontado com a pergunta esperada de como/por que Beyond Borders pode ter sucesso quando a primeira tentativa de um spinoff de Criminal Minds, Suspect Behavior, não fez, o produtor-executivo Mark Gordon disse: “estávamos tentando ser bem diferentes. [Na criação de um spinoff] você quer algo novo e diferente, mas ao mesmo tempo você quer honrar o show que te originou. Simplesmente definindo um caso tipo Criminal Minds em um país diferente a cada semana nos deu Beyond Borders” corretamente dentro da família Criminal Minds, mas com sua própria identidade.

“Temos o melhor grupo de escritores com mentes desajustadas. Eles vêm com histórias únicas. O que assusta você pode não assustar alguém e precisamos assustar todos”, conta Messer. O primeiro episódio de Beyond Borders gira em torno de meninas que viajam para a Tailândia para serem voluntárias em fazendas, uma tendência que vem acontecendo desde os anos 1970. Assim, Beyond Borders postulou: o que aconteceria se alguém horrível entrasse nas vidas delas? “Há órgãos que estão sendo colhidos [no episódio 2] – mas tentamos não mostrar muito daquilo. Não queremos fazer você desviar o olhar, mas coisas extremas estão acontecendo e vão fazer você pensar”, exemplificou Messer.

CM Beyond Borders - 101. The Harmful One - Promo 4

Cena do episódio 1×01 “The Harmful One” da série Criminal Minds: Beyond Borders, que estreia dia 16 de março.

No que diz respeito a histórias futuras, há um episódio em que uma família viaja para o México, a mulher desaparece e é encontrada morta, e presume-se que o marido é o culpado. “Tentar provar a sua inocência em (uma situação dessas) no México é uma realidade. Nós não roubamos isso de qualquer lugar”, disse Messer.

Depois, há uma história que se passa em Tóquio centrada em torno da floresta do suicídio. “Nós não sabíamos que havia um filme saindo ao mesmo tempo”, disse Messer sobre The Forest. No entanto, Beyond Borders é bem diferente. “Você aprende sobre a cultura japonesa através desse episódio. O suicídio é uma coisa real lá e as pessoas vão para a floresta se matar. Pelo menos três americanos morrem no Japão todos os anos, mas o que acontece em nosso episódio é que três pessoas morrem em uma semana”.

12516230_10207930413450781_1526745530_n

Elenco e produtores executivos de “Criminal Minds: Beyond Borders” durante a divulgação da série no TCA 2016: Erica Messer, Annie Funke, Daniel Henney, Gary Sinise, Tyler James Williams e Mark Gordon.

O ator Gary Sinise, que interpreta o chefe de unidade Jack Garrett, um veterano há mais de 20 anos no FBI, explicou o que o levou ao papel. “[Eu estava animado] em interpretar alguém que foi capaz de ter um balanço entre o lar e o trabalho, mesmo quando ele está lidando com um mundo muito obscuro”.

Annie Funke, que interpreta a médica legista Mae Jarvis, falou sobre como o show mudou a forma como ela vê as viagens: “descobri que minha nova forma favorita de viajar é em um jatinho privado que não sai do lugar”.

Tradução: Patricia Angelica

Edição: Dayana Alves Coelho

Fontes: TV Line, Deadline, CBS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s