AJ Cook fala sobre cultos, corpos congelados, Askari, Reid & mais…

Um culto, alguns corpos congelados e alguns demônios do passado de JJ, todos fatores do próximo episódio de Criminal Minds, “The Forever People.”

AJ Cook discutiu os elementos do episódio 11 da 10ª Temporada de Criminal Minds, cultos em geral e o ótimo relacionamento que JJ tem com Reid.

Com qual membro da equipe ela vai falar sobre o que está sentindo? Como Faran Tahir vai retornar como Tivon Askari? Leia sobre nesta entrevista exclusiva com Cook.

150114-news-aj-cook

Por mais que você sinta falta de Oshawa por causa do frio, você provavelmente não sente tanto nesta época do ano, não é?

AJ Cook: Não. De modo algum. Na verdade, toda minha família veio até mim neste Natal, então, não tive que ir para o Canadá. * risos * Eu não tive que argumentar muito com eles. Eles já estavam bastante impulsionados a virem até aqui.

Antes de entrarmos no primeiro episódio inédito deste ano, você deve saber que quando eu enviei um tweet para dizer que teríamos esta discussão, isso bombou no Twitter.

Cook: Legal!

Você tem muitos seguidores. E, então, os fãs queriam que soubesse que você é adorada no Chile, França, Reino Unido, Portugal, Áustria, Finlândia, Brasil, Colômbia, Austrália, Indonésia e na Ilha de Man, para não mencionar o Canadá e os E.U.A.

Cook: Wow. Isso é um pouco exagerado. Isso é loucura! Obrigado por me dizer isso!

Neste próximo episódio, JJ está revisitando velhas feridas de quando ela foi capturada. Isso é uma coisa de Síndrome de Estresse Pós-Traumático (PTSD)? Como exatamente isso será representado?

Cook: Acho que de uma maneira preto no branco mesmo de se olhar e seria mesmo PTSD, mas JJ sente que é mais do que isso. Ela está tendo um momento difícil lutando contra isso e trabalhando esse sentimento, porque ela suprimiu isso por tanto tempo. Porque, como uma mãe trabalhadora, é isso que você faz. Você não se preocupa com seus problemas. Você simplesmente continua bloqueando, bloqueando tudo. Mas infelizmente, você só consegue fazer isso durante um tempo quando você passou por uma experiência tão traumática como essa.

Isso também acontece de coincidir com o aniversário (do rapto dela). Os aniversários são intensos quando se trata de fazer as coisas virem à tona. Então, sim, ela vai ter que lidar com alguns dos seus demônios.

Digo que isso é bom para ela, porque ela não é um super-herói. O fato de que ela tenha mesmo suprimido isso por tanto tempo, e fingido que era um super-herói e que ela não foi afetada por todo esse tempo, é ridículo para mim. É bom ver que ela é humana e que está se esforçando e está tendo dificuldade para lidar com as coisas, como qualquer outra pessoa. É meio que estimulante.

Parece que este próximo episódio vai ser um dos mais difíceis para JJ até então. Como ela tem lidado com a PTSD?

Cook: Bem, é isso mesmo. Ela não tem lidado. Isto é o que a leva à situação que ela está em “The Forever People”. O que acontece é que o “aniversário” [do sequestro] está chegando, e isso é o que leva as pessoas muitas vezes à beira do precipício. Ela não tem lidado com isso [o trauma do sequestro]. Ela foi suprimindo e apenas deixando de lado, como você faz como uma mãe que trabalha e uma pessoa ocupada. Você não tem tempo para lidar com aquilo. Você não quer reconhecer, porque se você não reconhecer, talvez não exista realmente [o trauma]. Estou impressionada que ela tenha segurando tudo por tanto tempo. É bom ver que ela tem emoções reais e que ela tem que lidar com coisas como todos os outros e tem de enfrentar seus demônios.

Então, neste episódio, em particular, tem sido muito, muito bom, por causa do Spencer, o Dr. Reid, é quem vai estar com ela nisso. Nós meio que vamos ver a incrível relação deles novamente. Nós não a temos visto há muito tempo, mas esses dois são melhores amigos e eles realmente se preocupam um com o outro e eles se amam e você realmente vai sentir isso, você realmente sente a conexão entre eles e a vontade tão grande do Dr. Reid em ajudar JJ, e você realmente vai sentir o desespero de JJ procurando por Dr. Reid, como uma espécie de súplica: “Ajude-me  – eu não sei o que está acontecendo aqui”. Temos um monte de cenas realmente ótimas, e muito sinceras mesmo, que eu acho que o público vai responder a elas, e foram muito divertidas – eu não sei se divertido é a palavra certa, mas muito emocionante de gravar. Sim, é um episódio pesado, com certeza.

Quando Reid e Morgan têm que passar por algo e lidar com seus demônios, os fãs realmente pegam no pé. Acho que há muito relacionado a isso acontecendo.

Cook: Adoro isso! Eu adoro quando vemos nossos personagens “Abaixarem suas capas” -como dizem – por um minuto, e agir como um ser humano normal e lidar com a situação; como quando eles lidam com isso como um ser humano normal faria.

E eu amo, neste episódio, que Spencer se aproxima e estende a mão. Ele, dentre todos, percebe o que JJ está passando e ele a chama atenção a isso.

Foi tão bom ser capaz de, mais uma vez, ver essa relação. Eles são tão próximos, e você, simplesmente consegue sentir o amor entre os dois. Não AQUELE tipo de amor, mas apenas que eles são melhores amigos. Não tocamos nesse assunto por um longo tempo. Então foi muito agradável e excitante ver esse 100% de carinho um pelo outro neste relacionamento.

Foi muito bom conseguir filmar essas cenas com Matthew. Elas ficaram ótimas, então, estou muito feliz pelos fãs poderem ver isso e ver dois grandes personagens se unindo para superar algo. Foi muito divertido de fazer.

JJ e Reid em cena do episódio 200.

JJ e Reid em cena do episódio 200.

Você pode nos dizer sobre o caso? Sabemos que há corpos congelados envolvidos e que existe um culto envolvido. Há mais alguma coisa que você poderia nos dizer sobre isso?

Cook: Em primeiro lugar, eles encontram estes corpos congelados flutuando em Nevada, que não acrescentam nada ao caso. Então a investigação revela o envolvimento de todo este culto. Mas há muito mais por trás disso. Há algumas reviravoltas interessantes. E tudo começa a se revelar que pode ter a ver com o culto, que é tão fascinante para mim. Foi muito bem escrito, e é definitivamente um passeio de emoções do começo ao fim, por isso estou animada para que as pessoas possam vê-lo.

B39YVJjIUAAnDPM

Temos Brian Gant que é simplesmente incrível. Ele é convidado estrelando no episódio. Ele e eu temos uma química tão boa, então ele interpreta um personagem muito bom nisto.

Sou fascinada por cultos e todo esse mundo. Sempre que ouvimos falar de cultos apenas achamos que “isso não é real, isso não é verdade”. Mas é. É incrível que estas coisas aconteçam. Essa linha da história é tão fascinante para mim.

Outra pessoa que temos de volta é Faran Tahir, que interpreta Mr. Tivon Askari. Acho que isso realmente confundiu muita gente, quando viram-no na lista de elenco convidado. Não quero revelar nada, porém, é uma das cenas mais pungentes, intensas que eu já filmei na vida. Estou tão animada para as pessoas verem isso. É tudo o que eu vou falar sobre isso!

O homem que seqüestrou JJ retorna, então vamos ver flashbacks? JJ está tendo pesadelos? Como é que isso vai ser mostrado?

Cook: Eu sei! Quando a lista do elenco convidado foi lançada e Tivon Askari estava lá, as pessoas meio que ficaram muito confusas, tipo “o quê? Como? Como ele está lá? Eu pensei que ele estava morto”. Eu não quero falar nada, ele é tão incrivelmente talentoso, Faran [Tahir], e este episódio não teria funcionado se ele não tivesse voltado para trabalhar com a gente. Há uma cena insanamente intensa entre nós dois, e isso é tudo que posso falar a respeito… Eu não quero falar nada, porque é uma coisa muito legal que eles fizeram. Eu vou deixar todo mundo se surpreender.

vlcsnap-2015-01-10-19h55m32s81

Nessa mesma questão… nas cenas no episódio intitulado “200”, em que JJ estava sendo interrogada, e também a cena em que Cruz foi dizer a ela que havia sofrido um aborto foram brilhantes e bem feitas. Foi difícil para você entrar no clima das cenas?

Cook: Foi muito difícil. Você sabe, tudo o que lida com as coisas incrivelmente pessoais assim, é definitivamente difícil ter que ir para aquele lugar. Mas você sabe, vejo tudo isso como muito catártico. Você usa isso em sua vida como terapia –  é por isso que não tenho um terapeuta. * risos * Eu meio que descarrego tudo através de do meu trabalho. É realmente catártico.

cbs_criminal_minds_914_clip1_640x360

Toda boa história envolve conflito. Uma das coisas que atrair os fãs para assistir ao show é o sentido de família, que a equipe BAU tem uns pelos outros. No segundo episódio desta temporada (“Burn”), vemos Garcia e Morgan em conflito sobre sua decisão de visitar o homem em que atirou para defender Reid. Isso também foi bom de ver, e reforçou seu relacionamento de amizade. Alguma chance de nós vermos mais alguns conflitos como este entre a equipe?

Cook: Espero que sim, pois isso é o que torna tudo real. As pessoas não podem ver olho-no-olho o tempo todo. Sim, nós temos uma química e estamos todos na mesma página, mas é importante ter os momentos de “bater cabeças”… isso é o que faz com que a equipe seja tão boa. Então, eu espero que vejamos muito mais disso, porque eu acho que é coerente com a vida. Nós não podemos ficar todos  juntos e nos dar bem o tempo todo, sabe?

Existem quaisquer outras dicas de surpresas que podemos esperar assistir nesta temporada?

Cook: Há um grande episódio chegando que Kirsten Vangsness e Erica Messer escreveram juntas que lida muito em Temos Ben Savage no elenco, como o “Jovem Gideon”. Ele é simplesmente incrível. Ele É o Gideon. Eu estou realmente animada para ver esse episódio. Será um caso emocionante. Há umas coisas loucas que acontecem nesse episódio.

ajcook

A.J. Cook on Cults, Frozen Bodies, Askari, Reid & More…

A cult, some frozen bodies and some demons from JJ’s past all factor into the upcoming episode of Criminal Minds, “The Forever People.”

I sat down with AJ Cook to discuss the elements of Criminal Minds Season 10 Episode 11, cults in general and the great relationship JJ has with Reid.

Which team member is she going to talk to about what she’s feeling? How is Faran Tahir returning as Tivon Askari? Read on this exclusive interview with Cook.

As much as you miss Oshawa because of the cold, you probably don’t miss it so much this time of the year, do you?

A.J. Cook: No. Not at all. In fact I had my whole family come to me this Christmas so I didn’t have to go to Canada. *laughs* I didn’t get much of an argument from them. They were pretty pumped to come down here.

Before we get into the first episode of this new year, you should know that when I put out a tweet to say we were going to have this discussion the Twitterverse kind of erupted.

Cook: Cool!

You’ve got quite a following. And so fans wanted you to know that you’re loved in Chile, France, the U.K., Portugal, Austria, Finland, Brazil, Columbia, Australia, Indonesia and the Isle of Man, not to mention Canada and the U.S.

Cook: Wow. That’s a little overwhelming. That’s so crazy. Thank you for telling me that!

In this upcoming episode, JJ is revisiting old wounds from when she was captured. Is that a PTSD thing? How exactly is that playing out?

Cook: I guess the black and white textbook way of looking at it would be PTSD, but JJ feels it’s more than that. She’s having a hard time struggling through it and working through it because she’s suppressed it for so long. Because as a working mom, that’s what you do. You don’t worry about your problems. You just keep pushing it down, pushing it down. But unfortunately you can only do that for so long when you’ve been through such a traumatic experience.

It also happens to coincide with the anniversary (of her abduction). Anniversaries are huge when it comes to making that stuff come to the forefront. So, yeah, she’s going to have to deal with some of her demons.

I say good for her, because she’s not a super-hero. The fact that she’s even suppressed it for this long and pretended like she was a super-hero and that she wasn’t affected for this long is ridiculous to me. It’s nice to see that she’s human and that she struggles and is having a hard time dealing with things, like anyone else would. It’s kind of refreshing.

S10 - JJ 4

It sounds like this next episode is going to be one of the toughest ones yet for JJ. How has she been dealing with her PTSD?

Well, that’s just it. She hasn’t been. This is what has her in the predicament she is in “The Forever People.” It just so happens that the anniversary is coming up, and that’s a lot of the times what pushes people over the edge to break and to snap. She’s not been dealing with it. She’s been suppressing it and just pushing it down and pushing it down, as you do, as a working mom and just as a busy individual. You don’t have time to deal with it. You don’t want to acknowledge it because if you don’t acknowledge it, maybe it’s not really there. Unfortunately, when you’ve been through something as traumatic as her, that’s only going to fly for so long. I think it’s great. I’m impressed that she’s even held it together this long. It’s nice to see that she’s not superhuman, you know? It’s nice to see that she has real emotions and that she has to deal with things like everyone else and has to face her demons.

So, in this episode, in particular, it’s been really, really nice because Spencer, Dr. Reid, is the one that kind of calls her on it. We kind of get to see their incredible relationship again. We haven’t seen it in a really long time, but these two are best friends and they really care for one another and they love each other and you really feel that, you really feel their connection and the want from Dr. Reid to help JJ so badly, and you really feel the desperation from JJ looking at Dr. Reid, just sort of pleading, ‘Help me, what is – I don’t know what’s going on here.’ We have a lot of really great scenes, just really sincere scenes that I think the audience will respond to and they were so much fun – I don’t know if fun’s the right word – but very emotional to shoot. Yeah, it’s a heavy one, for sure.

JJ-Reid-criminal-minds-jj-reid-16016072-2560-1707

When Reid and Morgan have to go through and deal with their demons, fans really pick up on that. I guess there’s a lot of relating going on.

Cook: I love that. I love it when we see our characters “put down their capes” – as they say – for a minute and just act like a normal human being and cope; when they deal with it like a normal human being would.

And I love, in this episode, that Spencer steps up and reaches out. He, out of everyone, realizes what JJ’s going through and he calls her on it.

It was so nice to be able to, once again, see that relationship. They’re so tight, and you just feel the love between the two of them. Not that kind of love but just that they’re best friends. We haven’t touched on that in a very long time. So it was very refreshing and exciting to get to see that pure 100% caring for one other relationship.

It was really nice to get to shoot those scenes with Matthew. They turned out great, so I’m really happy for the fans to see that and to see two great characters coming together to work through something. It was a lot of fun to do.

Can you tell us about the case? I know there are frozen bodies involved and that there’s a cult involved. Is there anything else you can tell us about it?

Cook: At first they find these frozen bodies floating in Nevada, which does not add up. So the investigation unfolds this whole cult involvement. But there’s so much more behind it. There’s some interesting twists and turns. It starts to unfold that it may have to do with the cult, which is so fascinating to me. It was written really well, and it’s definitely a thrill ride from the beginning to end, so I’m excited for people to see it.

We have Brian Gant who is just incredible. He’s guest starring in the episode. He and I have such great chemistry, so he plays a really great character in this.

I’m fascinated by cults and that whole world. Whenever we hear about cults we just think “that’s not real; that’s not true”.  But it is. It’s crazy that these things happen. That story line is so fascinating to me.

Another person we have coming back is Faran Tahir who plays Mr. Tivon Askari. I think that really confused a lot of people when they saw him on the guest cast list. I don’t want to give anything away but it’s one of the most poignant, intense scenes I’ve ever shot in my life. I’m so excited for people to see it. That’s all I’m going to say about that.

The man who abducted JJ returns, so are we seeing flashbacks? Is JJ having nightmares? How is that going to play out?
I know! When that guest cast list was released and Tivon Askari was on there, people kind of were very confused by that, like ‘What? How? How is he there? I thought he was dead…’ I don’t want to give anything away, he is so freakin’ talented, Faran [Tahir], and this episode would not have worked if he didn’t come back and play with us. There is an insanely intense scene between the two of us, so that’s all I say on that. … I don’t want to give anything away, because it’s such a cool thing that they did. I’ll let everyone be surprised.

On that same note…..in the scenes in the episode entitled “200” in which JJ was being interrogated, and also the scene where Cruz was telling her she’d had a miscarriage were just brilliant and well done. How difficult for you was it to get into that mindset?

Cook: It was very hard. You know, in anything that deals with incredibly personal things like that, it is definitely hard to have to go to that place. But you know, I look at it all as very cathartic. You use it in your life as therapy – it’s why I don’t have a therapist. *laughs* I just sort of bang my way through all of it in my job. It’s really cathartic.

Criminal-Minds-9x14-09

Every good story involves conflict. One of the things that entice fans to watch the show is the sense of family the BAU team has for each other. In the second episode of this season (Burn), we see Garcia and Morgan in conflict over her decision to visit the man she shot defending Reid. That too was good to see, as it cemented their relationship. Any chance we’ll see some more conflict like this among the team?

Cook: I hope so, because that’s what makes it real. People can’t see eye-to-eye all the time. Yeah we have great chemistry and we’re all on the same page but it’s important to have those moments of the butting of heads….that’s what makes the team so great. So I certainly hope we’ll see a lot more of that, because I think it’s true to life. We all can’t get along all the time, you know?

Are there any other hints of surprises we can watch for in this season?

Cook: There’s a great episode coming up that Kirsten Vangsness and Erica Messer wrote together that deals a lot in flashbacks. We cast Ben Savage as “young Gideon”. He is just incredible. He is Gideon. I’m really excited to see that episode. It’s going to be an emotional one. There’s some crazy stuff that goes down in that episode.

Tradução/Translated by: Dayana Alves Coelho & Patricia Angelica.

Edição/Edited by: Dayana Alves Coelho.

Fontes/Sources: TV Fanatic, Buddy TV.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s