Spencer Reid: o passado, o livro e a despedida.

Uma perspectiva do futuro do personagem na 10ª Temporada.

“Reid: – Alex, você já teve a sensação de que seu futuro está, de alguma forma, em seu passado?

Blake: – Todo o tempo…

Reid: – Eu já tive também, mas não está…”

Esse foi o último diálogo entre Alex Blake e Spencer Reid no episódio final da 9ª Temporada, intitulado “Demons”. Muito se especula sobre quanto implicaria na vida de Reid ele ter sido baleado e a saída de Blake da BAU. Eles mantinham um relacionamento bastante próximo, e revelou-se a origem e o tamanho do afeto sentido por Blake em relação a Reid também neste episódio.

Blake escolhe Reid para entregar seu distintivo e oficializar sua saída da BAU, evidenciando seu grande afeto por ele.

Blake escolhe Reid para entregar seu distintivo e oficializar sua saída da BAU, evidenciando seu grande afeto por ele.

Uma breve retrospectiva dos fatos que influenciaram diretamente o gênio da BAU, nos leva a destacar três acontecimentos: seu sequestro e tortura por Tobias Hankel em “Revelations” (02×15), a morte e ressurgimento de Emily Prentiss, e a morte de Maeve, seu grande amor, na oitava temporada (“Zugzwang” – 08×12). O afastamento de Alex e o tiro no pescoço poderiam novamente afetar a rotina de Reid a ponto de leva-lo a uma recaída e abuso de Dilaudid?

No episódio 7×06 de Criminal Minds (“Epilogue”), Reid faz revelações sobre sua experiência de quase morte quando foi torturado e drogado por Hankel, e Emily acaba também contando sobre seus sentimentos quando foi ferida por Ian Doyle e esteve à beira da morte. Nesse momento ele conta que quando e ficou inconsciente na cabana, sentiu uma luz calorosa envolvendo-o e confortando-o, já Emily apenas encontrou frio e escuridão. Em “Demons” (09×24) Reid desmaiou após ser baleado no pescoço e correu sérios riscos de morrer. Pouco é citado no episódio, mas as imagens sugerem que seu estado era bastante grave, e a cirurgia foi delicada. Ele pode não ter vivenciado uma experiência de quase morte, mas as circunstâncias podem tê-lo feito reviver o passado e reavaliar sua vida mais uma vez.

A perda de Emily o afetou profundamente, pois ela era sua confidente e grande amiga. Em “Proof” (07×02), após a volta dela, Reid discute com JJ e revela que considerou voltar a usar Dilaudid na tentativa de superar a morte de Prentiss.

Já a perda de Maeve foi ainda mais dolorosa e traumatizante, pois ele presenciou seu assassinato e esteve completamente ligado ao desfecho do caso. Lidar com o luto é um processo lento e transformador, e Spencer ainda está em luto. Nas cenas finais de “Demons”, vimos o livro que ele ganhou de presente de Maeve em sua bolsa (‘A narrativa de John Smith’, de Arthur Conan Doyle, no episódio 08×10), o que revela muito sobre seus sentimentos atuais. Somente o fato de ele ainda carregar o livro consigo o tempo todo, é uma constatação de que ainda não superou a morte dela e, talvez, ainda possa estar bastante deprimido devido a seu falecimento.

Durantes as cenas finais de "Demons" pode-se ver rapidamente que Reid carrega consigo, o tempo todo, o livro que ganhou de presente de Maeve.

Durantes as cenas finais de “Demons” pode-se ver rapidamente que Reid carrega consigo, o tempo todo, o livro que ganhou de presente de Maeve.

Entretanto, muito aconteceu na 9ª Temporada, e vimos um Dr. Reid mais confiante e de volta ao que ele faz de melhor – encontrar pistas no indecifrável e no inusitado – tudo por conta de seu precioso Q.I. de 187 pontos, memória fotográfica e leitura de 20.000 palavras por minuto.   Ele foi capaz até de fazer um parto e trazer ao mundo o Spencerzinho, em “Gatekeeper” (09×07), além de se engajar em combates corporais em “Rabid” (09×18) e persuadir o ilusionista em “Persuasion” (09×17).

Em "Gatekeeper" o Dr. Reid, atacou de médico e fez o parto de Hannah, que deu ao bebê o nome de Spencer, em sua homenagem.

Em “Gatekeeper”, o Dr. Reid atacou de médico e fez o parto de Hannah, que deu ao bebê o nome de Spencer, em sua homenagem.

Não entremos em detalhes sobre as dores de cabeça, insônia, exames médicos e tratamentos (“Corazon” – 06×12 / “God Complex” – 08×04), além da paranoia pessoal de Spencer em desenvolver esquizofrenia como sua mãe. Tudo isso, associado ao afastamento de Blake, e as consequências do tiro em suas condições físicas, seriam motivos mais do que suficientes para que ele retorne ao uso de drogas como tentativa de fuga. Entretanto, voltem ao início deste texto e leiam novamente o diálogo entre Reid e Blake.

Em "Corazon", Reid visita um médico e faz exames na tentativa de descobrir a causa de suas dores de cabeça. Seu quadro de cefaleia e insônia persiste, e é Maeve quem o aconselha sobre o tratamento.

Em “Corazon”, Reid visita um médico e faz exames na tentativa de descobrir a causa de suas dores de cabeça. Seu quadro de cefaleia e insônia persiste, e é Maeve quem o aconselha sobre o tratamento.

Já leram? Então…

O futuro não está mais em seu passado, com Maeve, e estar à beira da morte pode ter lhe trazido uma nova perspectiva e, talvez, esperanças e forças para continuar.

O passado e os demónios já se foram… Ou não? Espero que um retorno de Reid às drogas não seja explorado na 10ª Temporada como estratégia para aumentar a audiência, especialmente após esses indícios de uma mudança de paradigma para o personagem.

Temos de estar dispostos a nos livrarmos da vida que planejamos, a fim de termos a vida que está esperando por nós.” [Joseph Campbell – 09×24 – “Demons”].

 Redação e edição: Dayana Alves Coelho

Anúncios

3 respostas em “Spencer Reid: o passado, o livro e a despedida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s