Criminal Minds: O Ranking do fator de Horror dos episódios dirigidos por Matthew Gray Gubler

Às vezes, você sabe exatamente o que esperar quando você olha para o escritor ou diretor de um episódio de seu programa favorito. Isso é verdadeiro quando Matthew Gray Gubler é o diretor de um episódio de Criminal Minds, porque entre os sete episódios que ele dirigiu, seis deles estão cheios de imagens que você espera encontrar num filme de terror. Leia mais para rever os episódios em que ele esteve por trás das câmera e para e ver qual dos seus episódios foi classificado como o mais assustador.

MGGDirect

 

#7 “Lauren”

Este episódio pode não ser assustador como os outros, mas é um dos casos mais pessoais para a equipe, e as tensões eram altas, pois os telespectadores temiam o que Ian Doyle faria à Prentiss. Claro, nós, como telespectadores, sabíamos que Emily sobreviveria, mas seus membros de equipe não.

Lauren

#6 “Alchemy”

O caso neste episódio não era particularmente interessante,ma studo sobre o local( um assustador lodge com paredes parecidas com pele) ajudou a manter a vibração que esperávamos para um episódio dirigido por essa estrela da série.

Alchemy

#5 “Gatekeeper”

São poucas coisas mais perturbadoras do que um perigoso voyeur. Esse “unsub” se viu em um papel protetor, provando que ele era forte, depois de perder seu filho, e ele mantinha um álbum de recortes que nunca deveria ver a luz do dia como prova.

Gatekeeper

#4 “Heathridge Manor”

A equipe foi chamada quando uma mulher foi encontrada morta em um asilo abandonado, o “unsub” manteve suas vítimas em um poço, falava-se do diabo, e apenas quando você pensou que a irmã do suspeito ia ser livre da loucura, eis que ela veio bater à porta da frente. Ainda, este é apenas o quarto episódio mais arrepiante dirigido por MGG.

Heathridge Manor

#3 “The Lesson”

O “unsub” transformou suas vítimas em marionetes humanas, deslocando as partes do corpo a fim de manipulá-los si mesmo, e até mesmo colocar em shows para o público. Só que o público, como muito do que ele pensou que era real, era composto por brinquedos. Este é um daqueles episódios que te deixaram chorando, com imagens que ficaram em sua cabeça muito tempo depois da cena final.

The lesson

#2 “Mosley Lane”

Quando crianças estão envolvidas, é sempre pior. Adicione uma vibração de “João e Maria”, um crematório, seqüestros durando anos, e só a imagem abaixo, e você tem toda a realização de uma boa e velha história de terror feita para Criminal Minds.

Mosley Lane

#1 “Blood Relations”

Este episódio poderia liderar esta lista somente devido à imagem da cabeça da vítima completamente pirada, por aí sozinha. Acrescente um bebê de incesto como sendo o “unsub”, o que ele fez para a mulher que o criou depois que ela morreu, e o fato de que ele, de alguma forma, sobreviveu apesar de todas as balas que a BAU disparou contra o lago, e esse, facilmente, “ganha” a disputa.

Blood

Tradução: Dayana Alves Coelho

Fonte: Buddy TV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s