Criminal Minds–Serial Killer reais

” Esse criminoso me fez lembrar uma coisa que as atrizes Jeanne Tripplehorn e Paget Brewster disseram quando estavam se preparando para interpretar as personagens Alex Blake e Emily Prentiss: “os crimes ou criminosos na vida real são bem piores do que os mostrados na série”

Verdade!!!

Abaixo uma breve biografia de Richard Treton Chase.

~RP

Richard Treton Chase (1950-1980) – O Vampiro de Sacramento

De acordo com relatórios publicados, os transtornos mentais de Chase se intensificaram durante sua adolescência . Ele tornou-se um usuário de drogas e apresentou sintomas de pensamentos delirantes. Ele conseguiu manter uma pequena vida social, no entanto, suas relações com as mulheres não duravam muito, isso foi por causa de seu comportamento bizarro e porque ser impotente. Por livre e espontânea vontade procurou ajuda psiquiátrica, porém o médico não foi capaz de ajudá-lo, mas observou que seus problemas eram resultado de seus transtornos mentais graves.

Depois de completar 18 anos, Chase saiu da casa de seus pais. Seus companheiros de quarto, incomodados por seu uso de drogas pesadas e comportamento selvagem, pediram-lhe para sair. Perseguido pelos seus colegas ele foi forçado a voltar a morar com sua mãe. Isso durou até que ele se convenceu de que ela estava tentando envenená-lo e Chase foi transferido para um apartamento pago por seu pai.

Isolado, obcecado com as funções de seu corpo e sua saúde ele sofria de episódios paranóicos constantes e, muitas vezes foi parar na sala de emergência do hospital em busca de ajuda. Sua lista de doenças incluia denúncias de que alguém tinha roubado sua artéria pulmonar, que seu estômago estava para trás e que seu coração parou de bater. Ele foi diagnosticado como sendo um esquizofrênico paranóico e passou um curto período de tempo sob observação psiquiátrica, mas logo liberado.

Incapaz de encontrar a ajuda de médicos, mas ainda convencido de que seu coração estava encolhendo, Chase sentiu que havia encontrado a cura. Ele iria matar e estripar pequenos animais (preferencialmente gatos) e comer as várias partes dos animais crus. Em 1975, Chase sofrendo de envenenamento do sangue depois de injetar o sangue de um coelho em suas veias, foi involuntariamente hospitalizado e diagnosticado com esquizofrênico.

Foi tratado com a medicação habitual para os casos de esquizofrenia, mas com pouco sucesso. Isso convenceu os médicos de que sua doença era decorrente do uso de drogas pesadas e não esquizofrenia. Independentemente disso, sua psicose permaneceu intacta e depois que ele foi flagrado sugando o corpo decapitado de dois pássaros mortos, ele foi transferido para um hospital para criminosos insanos .

Incrivelmente, em 1976 os médicos decidiram que ele não era mais uma ameaça para a sociedade e o libertaram sob a custódia de seus pais. Ainda mais incrível que pareça, sua mãe tomou a decisão de que Chase não necessitava mais da medicação para controle da esquizofrenia, e parou de dar-lhe os comprimidos. Ela também ajudou-o a encontrar um apartamento, pagou-lhe o aluguel e comprava seus mantimentos.

Praticamente entregue a própria sorte e sem a medicação, os transtornos mentais de Chase se agravaram e sua necessidade de órgãos e sangue de animais e sangue, evoluíram para os órgãos e sangue humanos.

Assassinatos:

29/12/1977 – Assassinou Ambrose Griffin (51 anos). Griffin estava ajudando sua esposa trazer as compras para a casa quando foi baleado e morto.

11/01/1978 – Atacou um vizinho depois de pedir um cigarro.

Duas semanas depois, ele invadiu uma casa, roubou-lhe, em seguida, urinou dentro de uma gaveta contendo roupa infantil e defecou na cama em um quarto de criança. Foi flagrado e atacado pelos proprietários, mas conseguiu fugir

Continuou a procurar casas com as portas destravadas. Ele acreditava que uma porta trancada era um sinal de que ele não era desejado , no entanto uma porta destrancada era um convite para entrar.

23/01/1978 – Teresa Wallin , grávida e sozinha em casa , estava levando o lixo para fora quando ele entrou pela porta da frente. Usando a mesma arma que ele usou para matar Griffin, ele atirou três vezes em Teresa, matando-a. Ele estuprou cadáver enquanto apunhalava-o várias vezes com uma faca de açougueiro . Removeu múltiplos órgãos, cortou um dos mamilos e bebeu seu sangue . Antes de sair, ele coletou fezes de cachorro do quintal e enfiou-o na boca da vítima e em sua garganta.

27/01/1978 – Os corpos de Evelyn Miroth (38 anos), seu filho Jason (6 anos), e seu amigo Dan Meredith, foram encontrados mortos no interior da casa de Evelyn. O sobrinho David (22 meses) estava desaparecido. A cena do crime foi horrível. O corpo de Dan Meredith foi encontrado no corredor. Ele foi morto com um tiro direto na cabeça. Evelyn e Jason foram encontrados no quarto de Evelyn . Jason tinha sido baleado duas vezes na cabeça .

A profundidade da insanidade de Chase ficou claro quando os investigadores passaram a cena do crime. O corpo de Evelyn havia sido violado e sodomizado com uma faca. Seu estômago tinha sido cortado e vários órgãos foram removidos. Sua garganta foi cortada e houve uma tentativa fracassada de remover um de seus globos oculares.

O bebê Davis não foi encontrado na cena do crime. No entanto, o sangue no berço do bebê deu pouca esperança para a polícia de que a criança ainda estava viva. Mais tarde Chase disse à polícia que levou o bebê morto para o seu apartamento, onde mutilou-o. O cadáver foi deixado em uma igreja próxima.

Ele deixou na cena do crime impressões de suas mãos e sapatos.

O resultado final:

Em 1979, o júri o considerou culpado em seis acusações de assassinato em primeiro grau, e ele foi condenado a morrer na câmara de gás. Perturbado pelos horríveis detalhes de seus crimes, outros prisioneiros queriam que ele se fosse e tentaram convencê-lo a se matar. Se pelas sugestões constantes ou apenas por sua própria mente perturbada, Chase conseguiu juntar uma quantidade de antidepressivos suficientes para matar.

Em 26/12/1980, os funcionários da prisão encontraram-no morto, vítima de uma overdose de medicamentos.

1468632_523138221117750_1761212825_n

(Clique na foto para vê a imagem inteira)

Texto : Regina Planella.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s