Especial UNSUB’s » Perfil de Billy Flynn

Depois de longos meses sem o especial dos Unsub’s mais horripilantes de Criminal Minds, estamos de volta com esse “quadro” do site que é postado todos os domingos. (Hoje em especial, sábado por causa do atraso rs). E aí, prontos para o Unsub da vez? Divirtam-se!

1003748_10201843886003977_1894084533_n

 

Billy Flynn: Foi um prolífico estuprador e assassino que apareceu pela primeira vez na quinta temporada de Criminal Minds. É lembrado também como arqui-inimigo de Derek Morgan.

HISTÓRIA:
A mãe de Billy, Nora, era uma prostituta e viciada em drogas nos subúrbios do sul da Califórnia. Ela o colocava no armário do quarto quando havia algum cliente, deixando-o assistir aos encontros. Ela também permitira que seus clientes abusassem sexualmente de Billy em troca de dinheiro. Apesar disso, Billy e sua mãe eram próximos. Em 1968, quando Billy tinha 13 anos, ele usou uma arma para matar Nora e um cliente, John, do qual fez implorar por sua vida antes de matá-lo. Ele foi preso e indiciado por assassinato, mas, uma vez que ele era um delinquente juvenil, só foi anunciado em 1973, quando completou 18 anos, e nunca explicou porque havia os matado. Quando Billy tinha 29, em 1984, começou a praticar assaltos na Califórnia, coincidindo com os primeiros assassinatos conhecidos do verdadeiro serial killer, Richard Ramirez. Billy começou a agredir, estuprar e assassinar os moradores das casas, geralmente intencionalmente deixando para trás um sobrevivente com cicatrizes psicológicas. Em um dos ataques, onde ele assassinou um casal de Santa Mônica, Billy deixou para trás as crianças, Matt Spicer e sua irmã mais nova, Kristin, como sobreviventes. Depois de mais alguns ataques, de alguma forma, Billy adquiriu um trailer e começou a viajar em torno dos EUA, matando todos no caminho. Em um certo momento, ele também começou a fumar cigarros e metanfetamina, que o permitiu ficar acordado durante toda a noite. Esses hábitos ficaram com ele durante décadas. Provavelmente, devido a suas viagens constantes, ele tornou-se ouvinte de rádio assíduo. Em 2010, após 26 anos de matança, ele leu um jornal sobre Matt Spicer, que se tornou detetive de Los Angeles, e teve um filha chamada Ellie, o que o levou a voltar para a Califórnia.

OUR DARKEST HOUR – Parte I:
O episódio começa com uma montagem dos trailers de Billy em vários locais dos EUA, incluindo Nova Iorque, Reno e The Golden Gate Bridge. Ao chegar na Califórnia, ele acende o cigarro e liga o rádio. Ele está do lado de fora de uma casa suburbana, e acende ainda outro cigarro antes de sair e colocar todo seu poder para fora. Dentro de uma das casas, Gregory e Coleen Everson, acendem velas de iluminação e se preparam para ir para cama. Ouvem então, um barulho do lado de fora. Gregory pega um atiçador de fogo e eles vão para o térreo. Eles acham que o barulho era o vento soprando uma lata de lixo e voltam para o quarto. Coleen percebe que a janela está fechada apesar de ter sido deixada aberta mais cedo devido ao calor. Atrás dela, Billy bate em Gregory com o atiçador de fogo e começa a estuprar e depois mata Coleen na frente dos olhos de Gregory. O ataque, em combinação com uma das invasões anteriores de casas de Billy, no qual ele estuprou e matou duas mulheres (sem deixar qualquer testemunhas, por razões desconhecidas), leva a BAU a ser chamada pela polícia local para ajudar. Ao longo dos próximos dias, Billy ataca mais duas casas, uma em que ele forçou um menino a vê-lo estuprar a própria mãe e outra em que ele deixa um bebê vivo. Uma vez que ele usa a noite e apagões da cidade como janelas de oportunidade para atacar, eventualmente decide-se que toda a cidade receberá energia até que ele seja capturado.
Quando Garcia produz uma lista de seus crimes anteriores, eles descobrem que Billy estava repetindo sua primeira série de assassinatos como uma forma de provocação a Matt, que tinha sido visto muito na mídia e se dispôs a ajudar na investigação. Percebendo que a filha de Matt, Ellie, a irmã, Kristin, seriam os próximos alvos de Billy, ele e Morgan vão para sua casa. Enquanto isso, a rede elétrica da cidade divide-se, e como resultado do uso excessivo de eletricidade, deixa todos em LA na escuridão. Quando Morgan e Spicer chegam na casa de sua irmã, Billy já tinha sequestrado as duas e as levado para a antiga casa dos Spicers. Eles chegaram na casa e logo entraram. Morgan encontra o atual morador da antiga casa deles antes de ser nocauteado por Billy e amarrado com fita adesiva por Ellie, condenada a fazê-lo por Billy. Matt faz seu caminho para o quarto, onde o ataque de Billy havia ocorrido antes, e o encontrou com Ellie na frente dele dissendo-lhe para largar a arma. Morgan não seguira seu conselho, mas Matt eventualmente se viu obrigado a fazê-lo quando Billy começou a sufocar Ellie. Ele então, forçou Matt a ficar de joelhos e admitir que Billy era responsável por fazer dele o que ele era. Matt e Morgan pediu para prometer-lhe que Kristin e Ellie estariam seguras. Billy, claramente apreciando a situação, fez a promessa a Matt e Morgan antes de atirar em Matt, no peito e Ellie se agarrando dizendo: “Eu não costumo demorar muito para as crianças, mas apenas um especial deste.” Morgan com raiva diz a Billy que eles vão encontrá-lo, ao que ele partiu com Ellie respondendo: “É mais uma promessa?”.

THE LONGEST NIGHT – Parte II:
Depois de sequestrar Ellie, Billy tenta fazê-la cúmplice de seus crimes, usando-a como isca para um casal em sua casa, sem o conhecimento dela. No trailer, ele explica suas motivações antes de matar um motorista que se depara com a localização do trailer. Em seguida, ele corta o cabelo de Ellie para mudar sua aparência. Primeiro, eles param em uma casa na qual Billy lhe dá algumas dicas sobre como escolher casas para atacar. Depois de entrar, ele atira no pai e envia Ellie para capturar seu filho, e vai até o quarto para estuprar a mãe e matá-la. No andar de cima, ele vê uma foto de família mostrando que a família possui dois filhos e se apressa para baixo a seu quarto para pegar o outro garoto. Uma vez lá, ele percebe que Ellie havia usado o outro garoto para alertar a vizinhança. Billy pega Ellie e a leva para a garagem de casa, rouba o carro e vai embora com ela assim que os vizinhos começam a se aproximar. A BAU descobre que Matt não solicitou que Billy voltasse para a Califórnia, que havia sido Ellie o tempo todo, como Billy sentia-se responsável por sua existência: se ele matou Matt, ela não teria nascido. De volta a Quantico, Garcia é capaz de descobrir a identidade de Billy através de seus primeiros assassinatos. A BAU faz contato com ele através de alerta de emergência da cidade, transmitindo ao londo de todos os canais de rádio locais. Quando JJ, usando o sistema, lembrou Billy que ele estava fazendo a mesma coisa que sua mãe fez com ele, ela a soltou, invadiu a casa de um casal e levou-os como reféns. Uma vez que a polícia se reuniu ao redor da casa, fez-se um telefonema pedindo que Morgan viesse sozinho. Dentro da casa, Billy tinha amarrado e amordaçado o casal, e, em seguida, sentou-se na sua cama com a arma pronta pra a chegada de Morgan. Ao chegar, Morgan afirma que não tem medo de Billy, que ri e pergunta se ele realmente é importante para ele. No entanto, quando Morgan lhe dá a chance de matá-lo, Billy não o mata. Billy então, relata como matou sua mãe (pela primeira vez) e achou que ela parecia aliviada por ter sido posta em liberdade, derramou uma lágrima ao contar a história. Ele então, pergunta a Morgan se ele acredita no paraíso. Percebendo o que ele está planejando, Morgan levanta a arma e Billy pergunta se ele vai ver sua mãe lá e talvez ter outra chance.  551026_10201843886203982_1958900268_nEle então, levanta-se e diz a Morgan que gostaria de apontar a arma para mais uma pessoa; Billy é então, cruelmente assassinado por Morgan segundos depois. Morgan em seguida, vai para fora e informa Ellie que Kristin morreu no hospital poucas horas atrás, pelo colapso nos pulmões causados pelo ataque de Billy. Ellie, depois de ter sido corajosa contra Billy durante todo o episódio, derrama uma lágrima.

PERFIL:
FlynnBilly é claramente um sádico que tem matado por um longo tempo. Ele é um criminoso altamente oportunista, como ele viaja e mata de forma aleatória, tornando-o muito difícil de prever seus próximos ataques. Sua maneira de fazer uma criança vê-lo estuprar sua mãe sugere que ele pode ter tido algo semelhante em sua vida. Sua grafia errada (OLÁ THER) sugere que ele tem pouca ou nenhuma educação. Ele é, no entanto, suficientemente inteligente para planejar suas invasões de casa, evitar deixar para trás provas de DNA, desativar sistemas de alarme e fugir depois dos assassinatos. Ele parece ter problemas de intimidade, pois não pode ver fotos pessoais de frente para ele, o que significa que ele provavelmente nunca esteve m qualquer tipo de relacionamento. Ele também pode ter alguma falha, percebida ou real, e isso levou-o a uma vida de solidão e a desenvolver uma personalidade esquizóide-agressiva. A BAU designou a “escuridão” como sua assinatura.

MODUS OPERANDI:
Billy tem como alvos, famílias aleatórias durante os apagões que aconteceriam ou quando ele mesmo cortava a eletricidade das casas. Ele entrava nas residências, como se fosse assaltá-las usando algum tipo de ardil, torturava suas vítimas batendo nelas, estuprava as mulheres repetidamente e matava todos os membros da família, exceto um (a menos que crianças estivessem envolvidas, pois ele nunca mata crianças). Foi mencionado que ele evitaria deixar para trás qualquer prova de DNA para “encobrir” seus rastros. O objetivo de deixar uma pessoa para trás, foi para que pudessem desenvolver cicatrizes emocionais, devido a ser o único sobrevivente dos assassinatos e para que ele não fosse esquecido. Ele normalmente usava um revólver .44 para matar suas vítimas (embora tenha sido visto matando-as de outras formas) e utilizava fita adesiva para amarrá-los. Ele também é visto lambendo as balas que carrega em sua arma por razões não especificadas, possivelmente como um amuleto da sorte.

SEMELHANÇAS DA VIDA REAL:
Billy é muito semelhante a Richard Ramirez. Ambos eram assassinos/estupradores e ambos cometeram os primeiros assassinatos na Califórnia em 1984, (exceto Ramirez que ficou parado enquanto Billy viajou por todo os EUA), em tardes e noites. Ambos fizeram assaltos a residências e, geralmente, mataram suas vítimas com armas de fogo; Billy usava uma .44, Ramirez usava um 0.22. Além disso, ambos tinham dentes severamente descoloridos, Billy principalmente devido ao tabagismo, Ramirez devido à falta de higiene e uma dieta de junk food. Mais importante, eles também matavam suas vítimas no meio de assltos e ambos trancavam os filhos em armários enquanto cometiam seus crimes. Billy também é semelhante a Carl Panzram no sentido que ambos eram assassinos/estupradores que matavam durante suas viagens, usando uma arma contra suas vítimas e comentendo vários roubos. Além disso, o hábito de matar pessoas durante apagões de Billy, é semelhante ao de Gordon Frederick Cummins, aka The Blackout Ripper (O estripador do blackout), um assassino britânico ativo durante a 2ª Guerra Mundial. Ele aproveitava os apagões regulares feitos durante a blitz alemã, estrangulando mulheres sozinhas no meio da noite e as mutilava pós-morte.
Ator:  Tim Curry
Gênero: UNSUB
Aparições: 05×23 (Our Darkest Hour) e 06×01 (The Longest Night). Há também aparições em outros episódios, como referência ou flashbacks.

Fonte: Criminal Minds Wikia
Tradução e Adaptação por: Nayara Cinotti, para o Criminal Minds Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s